Como evitar que seus filhos caiam em golpes/fraudes online

Olá Mães e Pais conectados, tudo bem?

Hoje vou trazer para vocês um tema que tem sido recorrente: golpes e fraudes envolvendo crianças e adolescentes.

Mas antes de falarmos especificamente de nossos jovens, vejam que a pesquisa realizada recentemente pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas e pelo SPC Brasil e Sebrae, mostra que 46% dos internautas brasileiros foram vítimas de algum tipo de fraude financeira, o que equivale a 12 milhões de brasileiros.

O destaque da pesquisa vai para a afirmação de que 77% dos entrevistados pensam que pessoas acima de 60 anos são mais vulneráveis às fraudes.

Se adultos estão vulneráveis a golpes e fraudes online, e as crianças e adolescentes??????

Já faz tempo que cibercriminosos aproveitam-se da inocência e vulnerabilidade de crianças e adolescentes para aplicar seus golpes, principalmente fazendo-as informar dados bancários ou de cartão de crédito dos pais.

Isso vem acontecendo em mensagens no whatsapp, em jogos online, em troca de mensagens em redes sociais, etc. Recentemente tivemos o caso do post fraudulento vinculado à Turma da Mônica que pedia os dados completos do cartão de crédito dos pais (incluindo número, data de validade e código de segurança do cartão). Chocante né???!

Mas também há mensagens fraudulentas (chamadas de phishing) enviadas ao whatsapp, email ou rede social de crianças e adolescentes, em nome de lojas famosas de brinquedos, que prometem brinquedos de brinde se elas clicarem no link enviado na mensagem. Na verdade trata-se de um link malicioso para instalação de vírus no equipamento e redirecionamento a site para coleta de informações. Ao clicar no link a criança além de instalar o vírus, é direcionada a um site que pede para a criança responder perguntas sobre ela e compartilhar o link com outros amigos.

Vejam que de um lado temos cada vez mais crianças e adolescentes conectadas à Internet, e por outro, jovens sendo presas fáceis de golpistas.

Se você pai e mãe já está de cabelos arrepiados com esse P R de hoje, calma que vamos te dar subsídios para evitar que seus filhos caiam em golpes na Internet.

1. Converse sobre os golpes online. Ter clareza dos acontecimentos é fundamental.

Informe seus filhos, crianças acima de 6 anos em diante, que há pessoas mal intencionadas na Internet que podem prometer brinquedos para coletar dados dos pais, mas que na verdade são golpistas que nada entregarão. Instrua-os a sempre desconfiar desses “brindes” e “presentes gratuitos” e a pedir ajuda de um adulto para confirmar se aquilo é verdade, antes de sair por ai clicando em tudo ou informando dados pessoais da família ou informações bancárias dos pais.

Inclusive vocês podem conversar sobre os dois golpes que mencionei neste P R e outros que aparecem na mídia.

2. Mantenha sempre instalado e atualizado softwares antivírus e proteções de segurança nos equipamentos tecnológicos da família.

3. Nunca deixe de acompanhar o que seus filhos fazem online. A instalação de uns software de controle parental pode ajudar nisso. Porém, não adianta instalar um controle parental e não conversar e instruir os filhos.



Vejam que muitos golpes estão mais relacionados à prática de enganar crianças e adolescentes para que elas forneçam dados dos pais.



Natal está chegando, não espere a astúcia dos golpistas para iniciar conversas sobre golpes e fraudes com seus filhos. Aliás, vale a pena também incluir nessa conversa os avós, que tem por hábito acreditar e clicar em tudo o que recebem ou vêem online.

Assim a família inteira aprende junto e todos ficam protegidos.


NÃO QUER PERDER NENHUM PR - FILHOS CONECTADOS? Se cadastre gratuitamente e receba semanalmente em seu e-mail: