Adolescentes e vídeos zombando de pessoas! - Responsabilidades

Olá Mães e Pais conectados, tudo bem?



Bombou comentários sobre o que aconteceu com o MC Gui ao publicar vídeo na Internet zombando de uma menina que supostamente estaria fantasiada e usando peruca por ter câncer.

As consequências são inevitáveis. A repercussão negativíssima do vídeo fez com que o MC utilizasse as redes sociais para se desculpar, mas isso não foi suficiente para algumas marcas apoiadoras do canal do cantor que cancelaram os contratos de patrocínio com ele e para que empresas se manifestassem publicamente cancelando os shows que haviam fechado com o cantor.

Zombar, ou como dizem os jovens de hoje “trollar” alguém pode parecer mera brincadeira para eles, mas não é! Ofender, ridicularizar, humilhar uma pessoa causa consequências e danos devastadores, principalmente para uma criança ou adolescente, afinal quem gostaria de ser ridicularizado na Internet?

Essa “trollagem”, se comprovado o dano causado à vítima, acarretará a responsabilidade de indenizar por aquele que praticou o ato, ou por seus pais se este/esta for menor de idade, sem contar que tal ato pode vir a se enquadrar nos crimes de difamação ou injúria, respondendo os adolescentes por ato infracional, conforme prevê o Estatuto da Criança e do Adolescente.

Essa situação ocorrida com o MC Gui serve para nos alertar da importância de conversarmos e instruirmos nossos filhos para a responsabilidade no uso da Internet.

Filmar alguém para expor essa pessoa ao ridículo gera uma série de consequências.

Eu acompanho diversas ações judiciais envolvendo crianças e adolescentes como vítimas e infratores, e posso garantir para vocês que o melhor caminho é conversar e instruir nossos filhos para evitar que eles literalmente estejam “no banco dos réus”.

Agir com respeito é o mínimo que podemos exigir dos nossos filhos.

Não se esqueçam que vocês pais são responsáveis pelos atos dos filhos de vocês enquanto menores forem, portanto, instruí-los além de conduzi-los para a adoção de medidas respeitosas ao próximo, evita que vocês tenham que meter a mão no bolso para ficar pagando pelas besteiras que os filhos fazem online.

Sempre é bom lembrar nossos filhos que brincadeira é um ato de divertir, descontrair, entreter em que todos sintam alegria e prazer naquilo. Quando um não está gostando ou está incomodado, isso não é brincadeira.



Abs a todos,

Kelli Angelini

NÃO QUER PERDER NENHUM PR - FILHOS CONECTADOS? Se cadastre gratuitamente e receba semanalmente em seu e-mail: